Olha as Tretas! Ministros trocam acusações no plenário do Supremo Tribunal Federal.

Destaques Manchetes Manchetes II Região

Os ministros Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), protagonizaram um bate-boca no plenário da Corte nesta quinta-feira, com trocas de acusações. Incomodado com uma ironia de Gilmar sobre o Rio, Barroso reagiu e afirmou que o colega “não trabalha com a verdade”, “muda de jurisprudência de acordo com o réu” e tem parceria com “a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco”. Gilmar acusou Barroso de ter advogado para “bandidos internacionais”.

— Não transfira para mim esta parceria que Vossa Excelência tem com a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco — disse Barroso, em meio à discussão.

O julgamento analisava uma emenda à Constituição que extinguiu o Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará. A sessão foi encerrada pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, pouco após a discussão. No último dia 28 de dezembro de 2016, Cármen suspendeu a extinção do TCM-CE.

 

 

O que cada um dos ministros falaram ? 

Luís Roberto Barroso

“Não transfira para mim esta parceria que Vossa Excelência tem com a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco.”

Vossa Excelência normalmente não trabalha com a verdade. Vossa Excelência fica destilando ódio o tempo inteiro. Não julga, não fala coisas racionais, articuladas. Sempre fala coisas contra alguém, sempre com ódio de alguém”

“Vossa Excelência muda a jurisprudência de acordo com o réu. Isso não é Estado de Direito, isso é estado de compadrio. Juiz não pode ter correligionário.”

 

Gilmar Mendes

“Meu compromisso é com os direitos fundamentais.”

“Não sou advogado de bandidos internacionais”

“Não faço populismo em minhas decisões.”

 

 

 

 

Por: Opinião Pública/ Léo Feitosa/ Fonte:  Estadão

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *