“A crise chegou ao Carnaval de Salvador”, declara Rui Costa

Destaques Manchetes Manchetes II Política

Diante dos anúncios feitos por diversos artistas e blocos de Carnaval, informando que não irão desfilar esse ano por conta da falta de patrocínio, o governador Rui Costa (PT) afirmou que a crise chegou ao Carnaval de Salvador e que este ano será o mais difícil para os foliões baianos.

“De todos os carnavais, este será o mais sentido do ponto de vista da crise. A população vai perceber uma grande crise no Carnaval desse ano. É preciso que a gente consiga fazer um debate que coloque os partidos de lado e dê voz a quem entende de Carnaval. Que esse debate possa unir todo mundo a favor desse grande patrimônio”, disse o governador, em entrevista ao site Varela Notícias, na manhã desta terça-feira (09), durante o evento de assinatura da ordem de serviço para a execução das obras na Basílica do Senhor do Bonfim e Nossa Senhora da Conceição da Praia.

Segundo o governador, a estratégia de financiamento adotada pela prefeitura de Salvador é um dos motivos pelo qual as entidades carnavalescas estão perdendo patrocínio.

“O poder público municipal adotou uma estratégia de se autofinanciar pelos patrocínios, mas esse autofinanciamento esvaziou o financiamento das entidades de Carnaval. O que ia para as entidades carnavalescas estão indo para o poder público, com o objetivo de ter mais retorno em visibilidade e publicidade. É preciso rediscutir tudo isso. Espero que a gente consiga superar as dificuldades e possamos reinventar o Carnaval da Bahia”, ressaltou.

Por conta da falta de patrocínio, este ano, nenhuma agremiação desfilará na quinta-feira, primeiro dia do Carnaval de Salvador, e apenas três desfilarão na terça-feira, dia em que se comemora oficialmente a folia momesca.

 

 

Por: Opinião Pública/ Fonte/ Varela Notícias

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *